Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
EN PT

 Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem de Reabilitação

 

 

top1_crop_1920x450.jpg  

As atuais alterações sócio demográficas na população dos países da União Europeia, particularmente o seu envelhecimento e a diminuição drástica da natalidade, têm sido alvo de preocupação das diferentes entidades responsáveis, no sentido de desenvolver estratégias capazes de dar resposta a estes novos desafios da sociedade. O viver saudável e com autonomia o maior número de anos possível, afigura-se, assim, como um desafio à responsabilidade de toda a sociedade com repercussões significativas no seu desenvolvimento.

A realidade portuguesa fica ainda aquém dos padrões médios europeus e mostra que os últimos anos de vida são frequentemente acompanhados de situações de fragilidade e de incapacidade, que muitas vezes têm origem em situações suscetíveis de prevenção (Direcção-Geral da Saúde, 2004).

 

Verifica-se que o aumento de doenças crónicas e da taxa de morbilidade resultante dos acidentes laborais e de viação trazem novas necessidades e novos desafios em termos de procura de cuidados de saúde. Particularmente o envelhecimento e os processos de doença crónica afiguram-se como processos de transição na vida das pessoas que, inevitavelmente, conduzem ao aparecimento de limitações físicas, emocionais e cognitivas tornando as pessoas progressivamente dependentes de outros. Também as doenças cardiovasculares, cérebro vasculares, neurológicas, respiratórias, tumores malignos, fraturas e a sida representam os grupos de patologias que para além de serem a principal causa de morte em Portugal, frequentemente resultam numa perda de autonomia para a pessoa doente de forma permanente e prolongada, provocando situações de dependência de cuidados de saúde e sociais. Todo este cenário tem gerado novos desafios e mudanças na oferta de serviços de saúde e na forma de cuidados (Direcção Geral da Saúde, 2006).

 

Consciente das necessidades existentes no âmbito da reabilitação, o curso tem por objetivo ajudar a pessoa a reorganizar o seu projeto de saúde de acordo com as necessidades decorrentes das transições, sejam elas acidentais ou previsíveis, dotando-as de recursos para uma resposta eficaz aos desafios de saúde.

 

O curso de Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem de Reabilitação toma por focos de atenção a prevenção de sequelas resultantes dos processos de doença e/ou tratamento e a adaptação funcional aos défices e/ou processos de vida, nomeadamente o envelhecimento e doenças crónicas, tendo como alvo promover a independência ao nível das AVD instrumentais, melhorar a função, limitar a incapacidade, preservar a autoestima e a qualidade de vida da pessoa ao longo do ciclo vital, família, grupos e comunidade.