Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
EN PT

 

 

A Enfermagem tem registado, nos últimos anos, uma evolução significativa ao nível do con­hecimento científico e da formação, ao nível tecnológico e ao nível da filosofia dos cuida­dos resultante de mudanças socioculturais, políticas, económicas, demográficas e epidemiológicas das sociedades modernas.   Os desafios que se colocam hoje aos enfermeiros, em Portugal como noutros países do mundo ocidental, têm sobretudo a ver com a complexidade das situações de saúde e doen­ça que exigem uma abordagem interdisciplinar, razão porque obriga a um verdadeiro trabalho de equipa. 

Enquanto disciplina do conhecimento, a Enfermagem tem por objeto as respostas humanas aos problemas de saúde e aos processos de vida, assim como as transições enfrentadas pelos indivíduos, famílias e grupos, ao longo do ciclo de vida. Por sua vez, o cuidado de enfermagem toma por foco de atenção a promoção de projetos de saúde que cada pessoa vive, persegue e procura, ao longo de todo o ciclo vital, promover a saúde, prevenir a doença e promover os processos de adaptação funcional aos défices e a adaptação a múltiplos fatores, enfatizando os processos de aprendizagem da pessoa e a máxima independência na realização das atividades da vida.  O estudante no final do curso deve estar apto a assumir responsabilidades no âmbito da prestação autónoma de cuidados aos indivíduos, famílias e comunidades, ao longo do ciclo de vida. Neste sentido, desde o 1º ano do curso, são proporcionados aos alunos experiências práticas no contexto real, quer a nível dos cuidados de saúde diferenciados (Hospitais); quer a nível dos cuidados de saúde primários (centros de saúde), experiências estas que vão aumentando ao longo do curso, constituindo o 4º ano como ano essencialmente prático, onde se desenvolve um Estágio de Integração à Vida Profissional.

Flyer 2019